Hora local: 15:47
logotipo
Você está aqui: Página inicial

Centro Interpretativo de Tongobriga assinalou primeiro aniversário

2017/07/25

No âmbito da comemoração, a 22 de julho, do primeiro aniversário da exposição permanente do Centro Interpretativo de Tongobriga: "Mudar de Vida, é o seu thema e o seu lemma", foram desenvolvidas várias iniciativas.

O Presidente e o Vice-presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira e José Mota, bem como o Representante da Direção Regional da Cultura do Norte, Miguel Rodrigues e o Presidente da Junta de Freguesia do Marco, António Santana, associaram-se às atividades comemorativas.

O catálogo, que conta com pequenos mas excecionais contributos de António Manuel Silva, Filipa Cortesão, José d'Encarnação, Rui Morais e Virgílio Correia, passou a estar integralmente disponibilizado online.

Realizou-se também, no Auditório de Tongobriga, a apresentação de duas publicações sobre o tema "Freixo Antigo e Moderno. A Feira da Quaresma", por António Manuel Lima, coordenador da Estação Arqueológica do Freixo.

As publicações, integradas na candidatura "Tongobriga Territorium - Valorização da Paisagem Milenar" promovida pela Direção Regional de Cultura do Norte em parceria com a Câmara Municipal de Marco de Canaveses, e comparticipada pelo ON.2 (O Novo Norte) através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE), contaram ainda com a colaboração de André Carvalho Leitão, Maria de Fátima Carvalho Dias e Rui Jerónimo Lopes Mendes de Faria, e abordam as notícias histórico-arqueológicas sobre a famosa e grandiosa feira que se fazia em Santa Maria do Freixo, todos os anos por alturas da Quaresma.

Para além disso, encontra-se em exibição contínua nas termas romanas de Tongobriga um trailer alargado do documentário "Genius Loci", produzido pela Digivision, sobre este sítio arqueológico.

Na sua intervenção, o Presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Manuel Moreira, realçou a importância da operação "Tongobriga Territorium - Valorização da Paisagem Milenar" que permitiu «requalificar o auditório e criar um conjunto de publicações, como estas que hoje foram apresentadas, bem como um filme para divulgar Tongobriga a nível nacional e internacional, e a aquisição de alguns terrenos para dar seguimento à exploração arqueológica», enquanto «agentes de memória, para que possamos saber quem somos, de onde viemos e para onde vamos».

Manuel Moreira considera que «estas ações de investigação e valorização do património histórico e cultural fortalecem a preservação dos lugares de memória e a identidade dos seus povos».

Recorde-se ainda que a exposição permanente do Centro Interpretativo de Tongobriga: "Mudar de Vida, é o seu thema e o seu lemma", reúne "cerca de uma centena de objetos - desde a imponderável leveza de uma minúscula semente ao quase insuportável peso dos elementos da arquitetura monumental romana - que representam aquilo em que, efetivamente, consiste algo a que chamamos "Romanização". Isso mesmo: a radical mudança na forma de viver as várias faces e fases da vida, desde o nascimento até à morte".

Outras notícias