Hora local: 07:16
logotipo
Você está aqui: Página inicial

Passe Único Marco-Porto: Cristina Vieira alertou António Costa e a redução dos preços será uma realidade

2019/03/19

A partir de maio, centenas de famílias marcuenses e dos municípios da Comunidade Intermunicipal Tâmega e Sousa (CIM-TS) vão beneficiar de passes de transportes públicos mais baratos.

Cristina Vieira, que em janeiro alertou o primeiro ministro António Costa para o facto de as medidas inicialmente previstas no orçamento de Estado para a redução dos preços dos transportes públicos não preverem viagens entre os municípios da CIM-TS e Área Metropolitana do Porto, mostra-se satisfeita com a medida que “terá um grande impacto no orçamento das famílias marcuenses. Mais uma vez o Governo mostrou sensibilidade social ao alargar o âmbito desta redução de tarifas e mais uma vez os marcuenses e todos os habitantes desta região saíram a ganhar”, diz Cristina Vieira.

Os preços dos passes multimodais (comboio e autocarro) no Tâmega e Sousa serão iguais aos dos novos títulos de transportes da Área Metropolitana do Porto (AMP) e Área Metropolitana de Lisboa (AML): 20€ os passes urbanos, 30€ os passes de viagens dentro dos concelhos e 40€ os passes de viagens entre municípios da CIM. Haverá ainda um passe multimodal de 40€ que dará ligação à Área Metropolitana do Porto. Ou seja, o passe da viagem de comboio Marco-Porto passa a custar 40€ em vez dos atuais cerca de 80€ e também nos autocarros o passe entre Penafiel e o Porto passará a custar 40€, menos de metade dos atuais 90€.

“Atualmente são cerca de 300 as pessoas que diariamente fazem a viagem Marco-Porto e Porto-Marco para estudar ou trabalhar. Esta medida reduz de 80 para 40 euros o preço a pagar mensalmente por essa viagem. Para termos uma noção do verdadeiro impacto desta medida basta dizer que no total o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) destina ao Marco de Canaveses mais de 246 mil euros. Cerca de 60% desse valor fica no bolso das famílias pois vai ser aplicado na redução de tarifas e o restante será investido na melhoria da rede de transportes. É um enorme ganho em termos de orçamento familiar e ao mesmo tempo um incentivo para que mais pessoas passem a usar o transporte público, uma atitude mais sustentável e ecológica, e economicamente mais vantajosa para o país e as famílias”, refere a Presidente da Câmara do Marco.

Mas nem só os titulares de passes mensais vão beneficiar de descontos. A medida de redução de tarifas será aplicada também aos conjuntos de 10 viagens pré-compradas, que passam a custar 50% do preço atual.

Outras notícias